quarta-feira, 9 de abril de 2008

"Se as folhas fossem doces,

Rio Beça - Santo Aleixo de Além-Tamega - Ribeira de Pena


Comia a arvore toda"...
eis o comentário da minha mais novita quando viu um prato de sopa com imensas folhas de agriao a boiar... e não pára aqui...após uma conversa com a professora fiquei de boca aberta com a facilidade que ela cria histórias e as lê depois aos coleguinhas.Isto tudo porque faz os trabalhos muito rapidamente e para nao ficar a olhar para ontem, começa a escrever...."Nunca tive um miudo no 1º ano, e olhe que sou prof há 30 anos, que fizesse isto"...
E eu, a mãe, nunca me tinha apercebido de nada... sabia que tem um Diário, fechado, e as chaves andam sempre com ela na mochila...sabia que saem muitas frases soltas bem lindas...agora saber que consegue encadear ideias, matiza-las de cores e perfuma-las, nem pensar. Uma das composições era sobre mim e lembro-me desta frase porque já me tinha dito: " A mãe de veludo, por dentro e por fora, cheira ás flores de Verão", e outra sobre o rio na aldeia do pai : " O rio disse-me para ir com ele ouvir as cabrinhas lá na ponte dos Barrocas"....

São só 6 anos, meu Deus, e tenho medo...medo de nao conseguir incentivar esta inocência, medo de a castrar de alguma forma...medo que ela saia deste mundo real e passe a viver na fantasia...
Foi nesta foto que ela me falou do rio, depois de estar montes de tempo assim a olhar para ele...

Um comentário:

ana carolina disse...

Genial a sua menina!